Logo - Instituto Pedro Macambira

 

 

 

 

 

 

Apresentação

A Casa dos Meninos é uma associação social, sem fins lucrativos, situada no jardim São Luis, zona sul da cidade de São Paulo, nascida em 1962.

Nossos trabalhos priorizam o uso das novas tecnologias e o estudo do território como elementos necessários para formação e desenvolvimento de todas nossas ações.

Temos três grupos de estudos permanentes, sendo eles: Audiovisual, Redes de Internet e Informática Básica. Paralelo com os “grupos de estudos” realizamos oficinas periódicas, aos quais chamamos de “oficinas livres”, estas de curta duração. Outros temas de nossas oficinas para além das já citadas são: “mapeamento digital (geoprocessamento)”, “Estudo da Realidade Local” e “introdução a lógica de programação”.

Nosso principal projeto hoje da Casa dos Meninos é a Rede de Intranet Base Comum, rede esta que tende a atingir cerca de 1km2 no entorno da entidade. A Casa dos Meninos é gerida por uma equipe de jovens e moradores do entorno, que tem como principal meta a construção de um espaço autônomo, que desenvolva ações que caminhem na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

 

 

 

 

 

 

 

Grupo de Estudos

Os Grupos de estudos são espaço de estudo permanente sobre determinadas áreas, sendo elas: audiovisual e redes de internet. Integram estes grupos jovens que passaram pelas oficinas livres e que tiverem interesse de continuar estudando seja para a formação pessoal e também para a contribuição do repasse desse conhecimento para outros jovens.

Os grupos de estudos se encontram 3 vezes por semana, sendo 2 dias de estudo técnico e 1 dia de leitura coletiva.

Grupo de Informática - Casa dos Meninos

Oficinas Livres

Estas oficinas são de curta duração e tem o propósito de repassar alguns conhecimentos acumulados pela equipe da Casa dos Meninos no sentido de contribuir permanentemente com a comunidade ao redor. Os temas que temos abrangidos nestas oficinas são: Manutenção de computadores, conexão de redes de internet com e sem fio, produção de áudio visual (focado para vídeos-aulas), estudo do território, produção de mapas digitais e produção de maquetes topográficas.

Estas oficinas são sempre gratuitas.

Oficina de Informática - Casa dos Meninos - Imagem 2

Biblioteca

Nossa biblioteca física contém mais de 2000 livros, porém esta temporariamente desativada por motivos de re-catalogação e alteração do local. Sua abertura deverá ser acompanhada do lançamento do Sistema de Empréstimos de Livros que gerenciará todos os empréstimos online assim como possibilitará que qualquer pessoa possa também inserir seus livros que tem em casa para emprestá-los.

Nosso principal intuito será para além de emprestar os livros que já temos, também incentivar as pessoas compartilharem o que tem em casa. Afinal “a grande maioria das pessoas tem ao menos 2 livros em casa que não abre a mais de 2 anos e que será muito importante exercitar a cooperação”.

GeoXP – mapeamento automático

Você tem interesse de mapear diversas informações de uma só vez e não sabe como fazer? Exemplo: verificar onde estão seus alunos? Quais as áreas de lazer? Onde estão as crianças sem creche?

Hoje o uso de mapa esta bastante familiar, principalmente depois do lançamento do GoogleMaps, porém apenas o que conseguimos é usar mapas prontos e não produzir o que precisamos. No intuito de simplificar a produção de mapas digitais (ainda conhecimento bastante especializado), desenvolvemos esta plataforma para que qualquer pessoa tendo minimamente conhecimentos de informática, construção de tabelas e acesso a internet possa localizar diversas informações coletivas, como por exemplo a distribuição geográfica de um grupo de alunos.

O sistema é simples de usar.

Consideramos importante que nosso povo e principalmente os movimentos sociais possam se fortalecer em suas lutas, com essa ferramenta será possível uma analise mais constante da produção de suas informações.

Curso de Informática

A proposta desse curso é ensinar informática básica para adultos acima de 40 anos. Vemos em nosso território uma parcela grande de pessoas aposentadas ou desempregadas com idade acima de 40 anos e que ainda não tem prática de uso do computador em suas rotinas, mesmo tendo ele dentro de casa.

Ofincina de Informática - Casa dos Meninos - Imagem 1
Oficina de Informática - Casa dos Meninos - Imagem 2

Gestão Compartilhada

Desde 2005 a Casa dos Meninos partiu para a abertura de suas contas assim como avançar para uma gestão compartilhada. Desenvolvemos um sistema online chamado CIC (Central de Informações Compartilhadas), sistema esse que gerencia permanentemente todas as relações estabelecidas da entidade e que gerencia também todos os fluxos da movimentação financeira, de forma classificada, pode fazer diversos filtros e análise a partir do aperto de uma tecla. No ano de 2016 refizemos o sistema num formato mais atual e com melhores funcionalidades.

Todas as pessoas fazem a Casa dos Meninos no dia-a-dia tem acesso ao sistema. Hoje podemos dizer que nossas contas estão abertas.

Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Uma das marcar do nosso trabalho tem sido incentivar permanentemente a participação da juventude nos espaços de construção de seus direitos. Desde 2001 a juventude da Casa dos Meninos participa de forma ativa dentro das conferências dos direitos da criança e adolescente em São Paulo, com isso já temos participamos do processo organizativos destas conferencias na cidade e temos participação direta dentro do Fórum em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente em SP.

No ano de 2009 a Casa dos Meninos lançou a proposta de tornar estas conferências de modo permanente, para isso desenvolvemos um sistema online que pudesse dar as condições que isso ocorresse. O sistema desenvolvido pode ser visto em:

http://www.conferenciapermanente.org.br/index2.php

 

 

 

 

 

 

REDE DE INTRANET – BASE COMUM


A cidade de São Paulo é muito grande, não temos domínio das informações, tudo se torna fora de alcance. A cidade cresceu e junto a ela, ocorreu um processo de desapropriação do território. Precisamos reaver um método, onde o local que vivemos possa ser reapropriado por seus moradores, e com este pertencimento, desenvolver práticas de colaboração mútua e de solidariedade. Com essa tecnologia da rede de intranet é possível viabilizar formas de colaboração, provando para nós mesmos que a colaboração dá mais certo que a disputa (cultura do individualismo). Claro que somente a técnica (neste caso a Rede de Intranet), não produzirá sozinha tudo isso que estamos falando, a partir dela é necessário uma vontade coletiva de caminharmos nesta direção, criando conteúdos, compartilhando e dialogando.

Imaginem que nesta Rede possa conter um grande Acervo Digital, que aglutine todos os conteúdos necessários para a formação da nossa juventude?! Isso mesmo, aqueles conteúdos que o professores indicam na sala de aula (filme, livro, músicas entre outros), todos estes conteúdos reunidos num só acervo e podendo ser acessado a partir da casa de cada um e sem custo?

Vamos juntos então construir esta Rede?

Para saber mais entre em:
www.basecomum.org.br

Baixe o jornal da Rede clique aqui